Por que optar por produtos sem conservantes artificiais?

Você sabia que existem dois tipos de conservantes?

  • Naturais
  • Químicos e/ou artificiais

Os conservantes naturais são utilizados desde os primórdios da humanidade e foram sendo descobertos ao longo dos anos  por necessidade de armazenar os alimentos por um período mais extenso. Ingredientes como azeite, sal, vinagre, suco de limão e algumas ervas aromáticas foram e ainda são muito utilizados por possuírem características antioxidantes e impedirem a proliferação de fungos e bactérias.

Os conservantes químicos, muito utilizados na indústria alimentícia, visam estender o prazo de validade e dar cor, sabor e textura a determinados produtos que perdem as suas características naturais durante o processo produtivo e de armazenamento.

Mas qual a grande diferença para a nossa saúde entre esses dois tipos de conservantes?

Os conservantes naturais, não possuem efeito cumulativo em nosso organismo, além de possuírem propriedades benéficas à saúde.

Já os químicos, presentes em grande parte dos produtos industrializados, não visam nenhum benefício à saúde, sua função é apenas a extensão do prazo de validade e manter características organolépticas de cada produto. O consumo de conservantes químicos, gera acúmulos de substâncias químicas em nosso organismo ao longo dos anos e possui efeitos nocivos que vão desde:

  • Enxaquecas
  • Dores de estômago
  • Alergias
  • Câncer
  • Inflamações intestinais
  • Obesidade
  • Desordem metabólicas
  • Autismo
  • Hiperatividade
  • Doenças respiratórias
  • Doenças do sistema imunológico.

Um exemplo dos efeitos nocivos dos conservantes é o nitrato de potássio, muito utilizado na indústria. Apesar de ser muito efetivo no controle da proliferação de bactérias, é um composto, segundo pesquisas, que está fortemente relacionado ao câncer.

Uma forma simples de entender a ação dos aditivos químicos no corpo, é entendendo que esses conservantes possuem a capacidade de afetarem microambientes, por exemplo, nos alimentos eles afetam algumas caraterísticas, impedindo a proliferação fungos e bactérias. O nosso corpo não deixa de ser um microambiente, colonizado por bactérias, sendo o intestino o principal habitat, dai o nome “flora intestinal” ou “microbiota intestinal”. As bactérias, naturalmente presentes em nosso corpo, são responsáveis pela sintetização de alguma vitaminas e enzimas digestivas, auxílio no processo digestivo e absorção de nutrientes, além de terem papel fundamental em nosso sistema imunológico. O uso de conservantes exerce impacto negativo sobre a flora intestinal, causando a alteração do nosso microambiente e provocando efeitos colaterais.

E você já se preocupou com os aditivos químicos dos produtos que você consome?

 

compre aqui