Todos nós já ouvimos falar sobre o consumo regular de castanhas ser um aliado a boa saúde. Mas você sabe por quê?

As nozes e castanhas são sementes, ricas em nutrientes, ácidos graxos e outros compostos bioativos, esses compostos são responsáveis por atuar no metabolismo e na fisiologia do corpo, proporcionando benefícios a saúde tais como: atividade antioxidante, estimulação do sistema imunológico, atividade antibacteriana e antiviral, prevenção e tratamento de doenças crônicas e degenerativas, entre outros.

Vamos conhecer um pouco sobre quais são esses compostos bioativos presentes nas castanhas e entender o benefício de cada um deles.

Ácidos Graxos essenciais

O que é:
– São aqueles que o nosso corpo não pode produzir

O que fazem:
– Auxiliam na redução do mal colesterol (LDL) e aumento do bom colesterol (HDL)
– Ajudam na redução da pressão arterial

Onde encontrar:
As nozes comuns são ricas em ácido linoleico (um dos ácidos graxos essenciais) que tem efeito na redução de riscos cardiovasculares, formação de coágulos sanguíneos e regulação do colesterol.

Tocoferóis

O que é:
– Vitamina E, nos alimentos tem a capacidade de preservar frescor, aparência e odor.

O que fazem:
– Ação antioxidantes, tanto no corpo como nos alimentos em que está presente, aumentando o “tempo de vida” delas
– Tem papel fundamental no sistema imunológico
– Ajuda a prevenir o surgimento ou progressão de doenças degenerativas, como catarata, alguns tipos de câncer, doenças neurológicas e cardiovasculares.
Onde encontrar:
– Amêndoas, noz comum, noz pecã, macadâmia e pistache são as castanhas com a maior concentração de tocoferóis,

Fitosteróis

O que é:
– Componente natural dos óleos vegetais comestíveis

O que faze:
– Diminuem a absorção de colesterol pelo intestino delgado
– Possuem propriedades antiflamatórias e atimunorais.
– Previne e auxilia no tratamento de doenças cardiovasculares
Onde encontrar:
– Pistache e Castanha de Caju são as algumas das castanhas que possuem a maior concentração de fistosteróis.

Composto Fenólicos

O que são:
– Componente essencial para o crescimentos e reprodução das plantas, além de contribuir para a coloração das mesmas.
– Existe em torno de 5000 fenóis, destacam-se ácidos fenólicos, cumarinas, flavonóides e taninos.

O que fazem:
– São composto antioxidante que agem no início do processo oxidativo, como na propagação desse processo.

Onde encontrar:
-A noz pecã e a noz comum são as castanhas que possuem a maior concentração de compostos fenólicos, seguindo pelo pistache e macadâmia.

Carotenoides

O que é:
– Pigmentos naturais presentes em frutas e vegetais.

O que faze:
– Auxiliam a absorção de vitamina A pelo organismo
– Antioxidante, antimutagênica e imonumodulador.
– Aliado a saúde dos olhos, prevenindo a degeneração da mácula e riscos de desenvolvimento de catarata.

Onde encontrar:
– Nas castanhas é encontrado em quantidade significativas no amendoim.

 

São diversas nozes e castanhas disponíveis para o consumo, todas elas nutritivas e cheias de vitaminas e minerias, conheça também algumas delas e seus benefícios específicos.

A castanha do Pará, rica em selênio que vem sendo estudada pois bloqueia a ação dos radicais livres, proteção do organismo contra metais pesados e prevenção de doenças crônicas e melhora no sistema imunológico.

A castanha Portuguesa vem sendo utilizada no tratamento de gastroenterite, que é a inflamação do sistema digestivo, são fonte de ácidos graxos essenciais.

A noz pecã possui valor considerável de proteínas, vitaminas e carboidratos. O consumo diário, mesmo que em pequenas quantidades pode evitas em até 65% o risco de doenças cardiovasculares.

As Nozes comuns vem sendo incluídas em diversas dietas, pois seu uso regular pode diminuir o risco de doenças do coração e diabetes tipo II.

Incluir nozes e castanhas em sua rotina só lhe trará benefícios, lembre-se de que o consumo deve ser moderado. De modo geral elas irão retardar o envelhecimento celular, melhorar o sistema imunológico, e prevenir ou tratar diversos tipos de doenças.

E você? Quais castanhas você já consome?

Fonte: “Compostos Bioativos Benéficos Presentes em Castanhas e Nozes” por Tainara Costa *; Neuza Jorge. Departamento de Engenharia e Tecnologia de Alimentos. Universidade Estadual Paulista, SP, Brasil