Alguns alimentos vão além de satisfazer as necessidades nutricionais básicas, eles auxiliam em funções específicas do corpo e são conhecidos como “alimentos funcionais”, pois carregam em suas composições elementos que proporcionam um efeito positivo no organismo. Por isso, uma escolha mais assertiva dos alimentos faz muita diferença na saúde de forma geral, além de auxiliar no tratamento de diversas doenças e na prevenção de comorbidades.

Entretanto, para que os alimentos funcionais sejam eficazes, é preciso consumi-los regularmente e em conjunto com a ingestão de frutas, verduras, cereais integrais e proteínas. Além disso, é importante esclarecer que eles não curam doenças, apenas ajudam na prevenção e podem auxiliar o organismo no combate de maneira mais eficaz. Os alimentos funcionais não devem ser utilizados como remédios e sim incorporados na dieta para que o organismo seja fortalecido.

Principais componentes ativos encontrados nos alimentos funcionais

Existem alimentos provenientes de fontes vegetais e animais, cada um carrega componentes específicos que são capazes de regular certas funções corporais, mantendo o organismo saudável e preparado para combater possíveis disfunções. Confira os principais componentes ativos que fazem esses alimentos serem tão benéficos e como podemos incluí-los em suas refeições diárias.

Ômega-3: derivado principalmente de óleo de peixe (atum, anchova, salmão e sardinha), esse ácido graxo ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, reduz inflamações e o LDL – colesterol ruim. Pode ser encontrado também nas oleaginosas, como amêndoas e castanhas.

Flavonoides: encontrados em sojas, frutas cítricas, tomate e pimentão, são oxidantes que ajudam no processo anti-inflamatório, na prevenção de câncer, diarreias e alívio dos sintomas da menopausa.

Luteína e Zeaxantina: junto com a luteína, a zeaxantina age especialmente a favor da saúde dos olhos, protegendo da degeneração macular – doença que ocorre em uma parte da retina chamada mácula e que leva a perda progressiva da visão. É possível encontrar esses agentes em brócolis, manjericão, pêssego e gema de ovo.

Licopeno: presente no tomate e derivados, goiaba vermelha, pimentão vermelho, melancia e beterraba, esse composto atua na prevenção de câncer de próstata e reduz os níveis de colesterol.

Betacaroteno: encontrado em abóbora, cenoura, mamão, manga e couve, diminui o risco de câncer e de doenças cardiovasculares.

É importante manter uma alimentação equilibrada, incluindo alimentos de todos os grupos para manter a saúde e a sua imunidade em dia. Consulte sempre um nutricionista para elaborar uma dieta conforme suas necessidades.

Fontes: VIDAL, Andressa Meirelles et al. A Ingestão de Alimentos Funcionais e sua Contribuição para a Diminuição da Incidência de Doenças. HASLER, Claire M. Alimentos Funcionais: Seu Papel na Prevenção de Doenças e na Promoção da Saúde.